Irmãos
Recursos
Parceiros


Créditos
» Skin obtenido de Captain Knows Best creado por Neeve, gracias a los aportes y tutoriales de Hardrock, Glintz y Asistencia Foroactivo.
» Demás Créditos del Foro.

[RP FECHADA] - The date

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Henry Jean Davies em 29/8/2019, 14:33

The date


RP fechada entre Theo e Henry.


A trama de passa no dia 26 de julho à noite no restaurante Café in The Crypt, na Trafalgar Square.

Após uma breve conversa entre dos dois rapazes no gabinete de Henry, um encontro nesse local ficou subentendido. Seria esse o início de algo sério?

Henry Jean Davies
Mensagens : 28
Henry Jean DaviesChefe de Depart. MM Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Theo Lanes Carpenter em 30/8/2019, 12:30

feel the ocean as it breathes
Theodore Lanes Carpenter
Sozinho em uma mesa de canto, o jovem Carpenter despendia os prolongados minutos de espera, tamborilando a mesa com seus dedos e mexendo freneticamente sua perna direita. Realinhou o menu, as velas e os guardanapos de tecido, incontáveis vezes; afrouxou o colarinho com o indicador, estaria ele hiperventilando!? Voltou a apertá-lo, para assim manter uma aparência elegante e sóbria, afrouxando mais uma vez, ao lembrar que seu acompanhante preferia um ambiente descontraído. Era oficial, Theodore estava extremamente nervoso.

- Senhor, gostaria de fazer seu pedido agora? – o garçom era um homem maduro, meio calvo e cabelo grisalho, lembrava nitidamente o mordomo do homem morcego, Alfred, e obviamente, Lanes se conteve para não o chamar de tal modo.

- Não, não... só mais alguns minutos, estou esperando por alguém. – Suspirou olhando o relógio de pulso, deixando escapar um quase inaudível “acho” como complemento à frase.

Não era que Henry estivesse atrasado, afinal de contas nem sequer haviam estipulado um horário, a noite era longa e ele poderia aparecer a qualquer momento, inclusive não aparecer e essa alternativa fazia o estômago do bruxinho revirar, maldita fora a hora em que o loiro decidiu ser ético e não usar de todos os seus recursos, afinal nenhum mal faria dar uma espiadinha no futuro.

- Quelle horreur! Um cavalheiro não se atrasa a seus compromissos, mon cher. – ecoou a voz feminina e rouca em seus pensamentos.

- Ora, titia, tecnicamente ele não está atrasado. Nem combinamos um... – o loirinho freou abruptamente ao perceber o asco de julgamento nos olhares alheios. – Psit... não posso falar com você agora. – Sussurrou entre sibilos.

- Por Merlin, os jovens e suas convenções sociais. Pathétique... – a presença da senhora tornou-se amena até sumir por completo.

Theo estava sozinho novamente e naquelas circunstâncias decretou que beber seria a melhor escolha para passar o tempo enquanto esperava, com sorte ficaria mais desinibido quando o chefe de departamento chegasse, afinal se continuasse tenso daquela forma talvez pudesse estragar todo o encontro.

- Cabernet Sauvignon, seco, uma taça por favor... – ele podia não entender nada de vinhos, mas não iria esperar o moreno entornando uma garrafa de cerveja, o que Jean pensaria dele, primeiras impressões positivas eram essenciais. Então, aproveitou para pedir o vinho preferido do pai, mesmo detestando o sabor forte.  

Theo Lanes Carpenter
Mensagens : 59
Theo Lanes CarpenterFuncionário Ministério Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Henry Jean Davies em 30/8/2019, 17:50

The date
WORDS: 480 WITH: Theo Lanes Carpenter
Exausto do dia cheio no trabalho, Henry se arrumava as pressas para chegar restaurante o mais rápido possível. Ele e Theodore não haviam combinado um horário certo, sequer haviam marcado algo, mas em sua conversa naquele dia mais cedo ficou subentendido que os dois se encontrariam para jantar em um restaurante que o moreno não conhecia, mas julgou ser um bom lugar devido a preferência do obliviador. "Não deve ser um lugar formal, né?" Pensava, procurando algo pra vestir em seu guarda-roupas. Sinceramente, preferia que — se aquilo fosse mesmo um encontro romântico — fosse um lugar mais casual onde as pessoas se mostram mais como são. Por que estava tão preocupado se nem sabia se encontraria Theo, afinal?

Não pesquisou nada além da localização do restaurante, por isso, optou por vestir um look mais informal: camisa branca coberta por um casaco preto, calça e um cachecol com as cores da corvinal devido ao frio, ainda que provavelmente deixaria esse último item de lado quando chegasse ao local combinado. Quando o carro parou na porta do restaurante, quase imediatamente se arrependeu de não ter vestido algo melhor. Era um lugar chique e a julgar pelas vestes das pessoas entrando ele não estava à altura. Ficou parado dentro do carro, estático por alguns segundos e chegou a cogitar usar sua varinha pra transfigurar suas vestes em algo mais apropriado, mas não podia o fazer estando dentro de um carro com um motorista trouxa. — Ah, obrigado senhor. — Acordou de seu devaneio quando uber chamou sua atenção com um sonoro "chegamos".

Seu reflexo no carro mostrava um homem exausto de um dia extremamente cansativo, de cabeços bagunçados e com poucos pelos brancos camuflados no casaco, obra de Diana, sua gata. "O que foi que eu vim fazer aqui?" Após um longo suspiro e uma ajeitada rápida no cabelo, preferiu não checar a aparência outra vez para não desistir e atravessou o vão da porta. Procurou Theodore, observando atentamente mesa por mesa até que seus olhos se fixaram em uma mais ao canto ocupada por uma figura masculina de cachinhos loiros e pele levemente bronzeada, lindo. Tomou coragem e se aproximou com um sorriso confiante. A última coisa que queria era que Lanes notasse que ele se sentia incomodado por não estar devidamente bem vestido.

— Boa noite, Theo, eh, desculpa a demora. — Cumprimentou e puxou cadeira a frente do loiro. Não sabia se devia abraçar ou tomar um contato mais próximo como cumprimento, por isso se manteve contido. Devia ter demorado algum tempo, notou pela presença de uma taça de vinho sobre a mesa. — Eu tive que sair tarde do trabalho, foi corrido, não tive como avisar antes. — Tentou se explicar e acabou se enrolando nas palavras, falando rápido demais. "PARA DE SER DOIDA", tentava colocar a cabeça no lugar. Estava tão nervoso sem ao menos ter certeza de que aquilo era um encontro romântico.
Henry Jean Davies
Mensagens : 28
Henry Jean DaviesChefe de Depart. MM Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Theo Lanes Carpenter em 31/8/2019, 11:46

feel the ocean as it breathes
Theodore Lanes Carpenter
Quando finalmente vislumbrou o moreno entrar no restaurante, a bebida degustada a contragosto pelo Carpenter acabou tomando um sentido contrário, o fazendo engasgar, limpou rapidamente a boca, deixando uma mancha arroxeada no guardanapo de pano. Seus olhos brilhantes acompanhavam o trajeto do ministerial até sua mesa, um sorriso bobo estampava seus lábios, por impulso teve o desejo de levantar-se para recebê-lo com um abraço, mas conteve a ação, visto que seu acompanhante simplesmente sentou-se. Ué, sem um cumprimento, sem um beijo, o.k. aquilo havia deixado o menor levemente frustrado, mas a euforia do momento era tanta que uma frustraçãozinha não estragaria aquela noite, Theodore não permitiria.

Se Lanes não tivesse tão entorpecido com a presença de seu superior, ele teria percebido o claro desconforto nas palavras e gestos do mais velho, o bruxinho sempre foi muito perspicaz, é certo que suas habilidades sobrenaturais ajudavam bastante, só que naquele momento ele tava tomado por um misto de sensações agradáveis. – Ei, ei, ei... – reagiu, interrompendo o falatório do outro. Segurou as mãos alheias que estavam sobre a mesa, com certa sutileza, massageando suas costas com os polegares gentilmente.

- Você não tem que se desculpar coisa nenhuma, a gente não combinou um horário e pra todo caso eu que cheguei cedo demais. A danada da ansiedade atacando... – abriu um sorrisinho, tentando fitá-lo olho no olho.

Esse era Theodore, embora tímido com situações que envolvessem um grande público, totalmente desconcertado em apresentações formais; mas puramente sinestésico quando se tratava de uma relação mais intimistas, falar olho-no-olho, tocar, abraçar, demonstrar afeto. Parte disso vinha da sua mãe, que sempre foi uma mulher muito tátil e carinhosa, por outro lado, descobriu que a morte usurpava todos esses privilégios, os fantasmas com quem ele conversava já não podiam tocar, sentir.

- Você está lindo! – falou sem pudor algum, entretanto também não havia malícia, não ainda, estava sóbrio demais. – Não sabia que tinha um gato, se bem que eu não muito sobre você... Aqui, vem cá! – levantou-se rapidamente, avançando sua mão, que outrora fazia carinho nas do Henry, para tirar um pelo branco da bochecha dele. - Olha! – mostrou o fio alvo em seu polegar, pressionando com o polegar do outro. – Fecha os olhos e faz um pedido! – um ar de riso tomou sua voz. – Eu sei, eu sei... A gente faz isso com um cílio que cai, mas acho que funciona também com pelo de gato. – Aquele ritual bobinho ele havia aprendido com o pai e suas superstições trouxas.

- Sabe Henry, eu não sabia se você iria aceitar meu convite e confesso que fiquei bem feliz por você ter vindo. Tipo, a sei lá... – de repente o mais novo parecia um adolescente mais enrubescido que um pimentão. – ... É que eu te achei tão assim, sabe, é... eu não podia perder a chance de te chamar pra sair. - E mais um sorriso proferido.

-  Ah, onde estão os meus modos?! – levantou a mão chamando o garçom, solicitando de forma gestual mais uma taça de vinho, por dentro sentiu seu corpo tremer, só de pensar que teria que tomar mais daquilo, mas provavelmente o Henry deveria gostar, ele era um bruxo com patente alta, provavelmente muito chique. Que seja o vinho certo, que seja o vinho certo. Torcia em silêncio.

Theo Lanes Carpenter
Mensagens : 59
Theo Lanes CarpenterFuncionário Ministério Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Henry Jean Davies em 31/8/2019, 17:07

The date
WORDS: 522 WITH: Theo Lanes Carpenter
"Ok, isso é definitivamente um encontro." Herry tomou noção de que era algo realmente sério quando Theodore o interrompeu segurando suas mãos. Todas suas dúvidas foram embora e o coração descompassou por um momento. O moreno retribuiu a carícia com o polegar e deixou escapar riso frouxo, já bastava ter sido desligado e lerdo o suficiente para não cumprimenta-lo como devia. Em primeiros encontros as pessoas costumam se saudar com um abraço ou beijo, não? A tanto tempo não o fazia que tinha até se esquecido.

O que ele disse? Estava ansioso para o encontro? Forçou um sorriso ao ouvir o elogio de Theo, ele não estava lindo. A julgar o reflexo que havia analisado no carro, no máximo aceitável. — Bem, se você considera cara de cansado, cabelo bagunçado e roupa coberta por pelo de gato lindo... Muito obrigado! — O riso, antes forçado, se suavizou e foi convertido em um verdadeiro. — E você é lindo. — Pressionou a mão do loiro com um pouco mais de força e se surpreendeu quando ele a puxou. "Forte demais?" Não. Lanes se aproximou e limpou um pelo de Diana pregado à bochecha de Henry, maior proximidade, louvada seja a deusa Diana.

Primeiro  — no gabinete  — se preocupando com a presença de no-maj no ambiente, depois perpetuando rituais dos trouxas. Theodore não devia ter sangue puro, o que era um alívio para Henry. Sempre achou mais difícil para um nascido trouxa como ele se relacionar com bruxos que se acham superiores por virem de grandes linhagens de sangue puro, esse era um dos grandes problemas do moreno enquanto em Hogwarts e agora, na vida adulta, um de seus maiores fantasmas. Não chegou a fazer um pedido ao pelo branco de sua gata, mas sorria, sem largar a mão de Theodore.

— O que? Como não aceitar? — A pergunta foi retórica, mas Henry notou o rubor que tomava conta da face, pescoço e até orelhas do loiro sentado à sua frente. — Se você não chamasse eu chamaria. Por que acha que te pedi pra me entregar o relatório pessoalmente? — Lançou outra pergunta que dispensava resposta. Era óbvio que o chefe tinha segundas intenções quando pediu aquilo a Lanes e o mais novo devia ter percebido. Não é todo dia que um chefe de departamento lhe pede pra burlar protocolos dentro do ministério, afinal.

Soltou a mão de Theo quando o garçom depositou outra taça de vinho sobre a mesa. Preferia algo mais forte do que vinho, mas para aquela ocasião era o pedido perfeito. O guardanapo manchado de vermelho descansando ao canto mostrava que Theodore não pensava da mesma forma. — Obrigado. — Levou à boca e bebericou, pensando em algo para falar que não fosse a escolha do vinho, preferia ter certeza do gosto do outro antes de sugerir que tomasse algo diferente. — Então, Theo, por que hoje foi a primeira vez que te vi no ministério? — Descansou a taça sobre a mesa e buscou a mão do obliviador mais uma vez com seu palmo destro. — Tenho certeza que me lembraria se já o tivesse visto. — Olhava, sorrindo, nos olhos de Theodore. Era engraçado o ver envergonhado, fofo.
Henry Jean Davies
Mensagens : 28
Henry Jean DaviesChefe de Depart. MM Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Theo Lanes Carpenter em 1/9/2019, 12:46

feel the ocean as it breathes
Theodore Lanes Carpenter
O sorriso bobo e sem jeito, não negava que cada elogio dito por Henry aquecia mais e mais o coração do Carpenter e saber que aquele sentimento de se conhecerem era mútuo, o deixava ainda mais, apaixonado?! Estaria o pequeno Theodore se apaixonando por um cara que viu pela primeira vez há algumas horas? Seu coração acelerou, quase em uma arritmia. Queria muito beijá-lo, maldita fosse aquela mesa que os separava.

De costume sua mente pairou em devaneios. Vislumbrou os dois dividindo um quarto, acordando o moreno com um beijo de bom dia, compartilhando histórias e torradinhas com geleia durante o café da manhã... histórias, é, o Lanes em alguns instantes já havia imaginado uma história de vida com aquele sentado em sua frente e aquilo podia ser preocupante, já que, mais uma vez, era um completo desconhecido. Talvez nem tanto assim, afinal o menor conhecia seu sorriso, o biquinho em seus lábios quase imperceptível quando ficava sem graça, o toque de seus dedos entrelaçados aos dele, como ele detestava formalidades e como amava se perder naquele olhar. Era oficial, essa paixonite estava entorpecendo suas emoções e provavelmente a sua imaturidade e desejo imediatista de sair da casa dos pais, contribuíam. Em uma outra ocasião alegaria amortentia, mas não estava sentindo o cheiro característico de maresia, assim como se sentia plenamente sóbrio, ou quase.

- Olha só, pra início de conversa eu tenho dezenove anos, acho importante te dizer isso, embora minha cara já deva revelar minha idade. – Mais um de seus sorrisos sem graça escapou de sua boca. - Você não me vê andando por aí, pois o chefe do meu departamento me confinou naquele quartel, as vezes me sinto mais um estagiário do que um obliviador. – Respirou fundo para não tornar a situação estressante, voltou a sorrir amenizando sua fala. – Mas acho que no final das contas eu devo agradecê-lo, se não fosse isso eu estaria em campo e provavelmente não teria te conhecido. – Bebeu um pouco do vinho, fazendo uma leve careta e por fim deu de ombros.

- O.k. preciso ser honesto com mais uma coisa, eu só vim aqui uma vez na vida com minha família, comemorar o aniversário da minha mãe... Na verdade esse restaurante não faz muito meu estilo, afinal eu sou, como meu pai sempre diz, um rato de praia. E definitivamente odeio vinho. – Pôs a língua para fora em uma careta mais evidente, desta vez, encarando o líquido púrpuro. – Só que eu queria tanto passar uma boa impressão, na verdade queria que fosse algo ao menos romântico... – a última palavra enrubesceu as bochechas brancas do menor. Havia se tornado praxe o rubor, os inúmeros sorrisos abobalhados e a variação da timidez entre acessos de coragem.

- Hm... eu tenho mais três irmãos, sou o caçula, minha mãe é uma especialista em poções e meu pai é... bem ele é um médico cirurgião, repare que eu não falei medibruxo, sim ele é trouxa. – De repente Theo desatou a falar, pensava que revelar tudo de uma vez o tornaria mais transparente, além disso não esconderia sua paternidade e se Henry fosse como tantos bruxos elitistas sem dúvidas ele não seria o cara certo.  

Ta legal, ta legal... Acho que falei demais, desculpa. Mas agora é sua vez, me fala um pouquinho de você. – aguardou atentamente a fala do seu acompanhante.

Theo Lanes Carpenter
Mensagens : 59
Theo Lanes CarpenterFuncionário Ministério Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Henry Jean Davies em 3/9/2019, 21:48

The date
WORDS: 587 WITH: Theo Lanes Carpenter
Depois de ter ficado tanto tempo sem sair com ninguém, Henry estava claramente nervoso pelo encontro; Theodore, por outro lado, era um rapaz um tanto difícil de ler, hora mostrava-se direto e confiante, hora muito mais nervoso que o próprio chefe. Apresentava sentimentos oscilantes e o moreno se esforçava para não liga-los à personalidade do mais novo pois nunca soube lidar com gente de personalidade inconstante. Davies o responderia —  se tivesse espaço — quando o loiro começou a falar mais sobre si, idade, o motivo de não ser visto no ministério, mas não conseguiu. Todas suas tentativas de réplica eram desperdiçadas, deixando-lhe na face uma expressão de peixe fora d'água, a boca meio aberta que logo se disfarçava em mais sorrisos sem graça para ouvir mais do falatório de seu par. Seu par?

Quando o menor finalmente lhe deu espaço para falar, Henry respirou fundo para prender o riso. Theo conseguia ser ainda mais fofo quando nervoso. — Bem, eu tenho vinte e três anos e agora que disse eu me sinto na obrigação de agradecer seu chefe. — A sobrancelha esquerda arqueada e o tom de voz denotavam o sarcasmo na fala do moreno. De todos os chefes de departamento o do nível três era o que tinha menos afinidade, seria difícil agradece-lo por qualquer coisa. — Você quis dizer que armou isso tudo com segundas intenções? E eu achando que trataríamos de trabalho, poxa. — Afastou o corpo da borda da mesa e recostou-se no encosto da cadeira. O rosto torcido em uma expressão infantil, fazendo um biquinho maior que o necessário.

— Por mim você acertou no lugar, aqui é lindo! — Sorriu para o loirinho que sentava-se a sua frente sem desviar o olhar que fitava diretamente suas orbes castanhas. — Na bebida também, digo, já que posso ser sincero, prefiro algo mais forte. Não é a minha preferida, mas é perfeita pra ocasião, não? — Pegou a taça com sua mão esquerda e levantou alguns centímetros da mesa esperando que Theo brindasse e em seguida deu um gole pequeno. — É uma bebida romântica, se é que isso existe. — Descansou a taça sobre a mesa e agarrou a mão do mais novo outra vez. Mesmo que fosse pouco, o toque de sua pele lhe agradava. Começou a imaginar como seria expandir esse contato para além de suas palmas e sua própria mão ficou um pouco fria devido ao nervosismo que o pensamento lhe causou, mas nada importava desde que mantivessem o contato.

— O que mais? Ah, sim, minha família. — Sorria para mascarar o nervosismo e sensação de formigamento na ponta de seus dedos sem perceber que a região de transição de seus lábios haviam tomado um tom de vermelho escuro devido ao vinho, não havia usado o guardanapo nenhuma vez desde que sentou-se à mesa. — Sou irlandês, nascido-trouxa. Minha mãe é uma micro-empresária e meu pai médico em minha cidade natal. Também tenho um irmão mais velho que está trabalhando no Saint Beatrix. — Pontuou, pensando ter finalizado. — AH! — A expressão saiu mais alto do que esperava, o que atraiu olhares de repreensão de algumas pessoas das mesas ao redor. — Tenho uma gata também, você notou. Diana, ela é linda. — O tom de voz agora estava controlado. A palma de sua mão começava a suar abraçando a de Theo. — Posso te levar pra conhecer ela se você quiser. — O convite surgiu sem que Henry percebesse, sem segundas intenções — ou talvez sim né more — e ele temia que Theodore o julgasse muito atirado. Cedo demais?
Henry Jean Davies
Mensagens : 28
Henry Jean DaviesChefe de Depart. MM Inglês

Voltar ao Topo Ir em baixo

[RP FECHADA] - The date Empty Re: [RP FECHADA] - The date

Mensagem por Conteúdo patrocinado

Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum